Inclusão na Prática | Tenho um aluno surdo e não sei LIBRAS: e agora? - por Maibí Mascarenhas

Inclusão

20 Outubro, 2019

Tenho um aluno surdo e não sei LIBRAS: e agora?



Em primeiro lugar, calma. Ninguém sabe tudo e todos somos capazes de aprender.
Independente da imensa colaboração do intérprete (espera-se que seu aluno tenha um, pois é seu direito), é muito importante, ao meu ver, como educadora, que você se comunique diretamente com ele, por diversos motivos.
Comece, portanto, aprendendo os comandos básicos do cotidiano e aplique-os em todas as oportunidades. Como qualquer idioma, a prática vai te fazer memorizar. Enquanto isso, caso não possa fazer um curso, estude tutoriais e peça conselhos ao tradutor de LIBRAS.
Outro ponto importante é conversar com o intérprete sobre os conteúdos específicos de cada matéria, para que ele possa se preparar caso deva estudar alguma informação nova.
Utilize também todas as ferramentas visuais que puder: cartazes, desenhos, revistas, vídeos com sinalização em LIBRAS, fantoches e tudo o que estiver disponível para apresentar sequências, informações e conteúdos escolares.
Outra dica: seja expressivo, claro e mantenha a expressão facial disponível para observação por parte do aluno. As intenções apresentadas na face auxiliarão na clareza da comunicação. 
Além disso, mas não menos importante: estimule, através de todas as ferramentas acima, que os colegas da classe aprendam a se comunicar com o aluno surdo. A escola é para todos e a interação social é fundamental. 

Chat