Inclusão na Prática | Repita, repita e repita! - por Maibí Mascarenhas

Inclusão

20 Setembro, 2018

Todos nós, educadores, já percebemos o quanto repetimos um mesmo comando, conceito e orientação quando buscamos ensinar algo aos alunos. "Dois mais dois", "peça por favor" ou "não corra na escada" se tornam verdadeiros mantras de repetição, seguidos por vários outros. É uma prática comum e necessária, diante de uma geração dispersa e, ao mesmo tempo, bombardeada de informação o tempo todo, por todos os lados.

Porém, a incidência e as formas de se fixar um conteúdo se tornam extremamente importantes em alguns tipos de deficiência intelectual. Para alunos com atraso no desenvolvimento global, transtorno global do desenvolvimento, síndrome de down e atrasos intelectuais, a retenção, assimilação e compreensão de conteúdo se dá, em linhas gerais, de forma mais dificultosa ou lenta, variando de acordo com o quadro de cada um. Recursos que promoverão sinapses e conexões cerebrais em determinado tempo para pessoas na curva comum de desenvolvimento, provavelmente, precisarão de reforços diante destes contextos.

Em primeiro lugar, o professor deve ter calma e acompanhar o ritmo de desenvolvimento do aluno. Em segundo lugar, seu planejamento deverá incluir um ritmo diferenciado, se necessário, e uma gama de atividades/ metodologias relacionadas a um mesmo comando ou conteúdo. Por exemplo: no caso de ensinar a letra A, repita os vários processos de ensino várias vezes, através de músicas, dança, escrita em diferentes texturas, alfabetos móveis, leitura, materiais táteis, painéis e outras possibilidades. Ative os vários sentidos e áreas relacionadas a cognição, de forma prazerosa, concreta e recorrente, para que o conteúdo tenha mais chances de fixação.

Quanto tempo levaremos, diante destes casos? Não há uma resposta única. Há situações em que a criança leva 2 a 3 meses para reter e processar um pequeno comando simples do cotidiano, como fechar uma porta ao sair, mesmo contando com intervenções constantes. Todavia, quando menos esperamos, muitas conquistas por parte dos alunos acontecem. Vale a pena.

Chat