Inclusão na Prática | Mobilidade reduzida: dicas simples (e essenciais) sobre o seu colo - por Maibí Mascarenhas

Inclusão

20 Junho, 2019

Mobilidade reduzida: dicas simples (e essenciais) sobre o seu colo

O texto de hoje é prático, simples, pouquíssimo falado, aparentemente pouco pedagógico mas bastante útil: vamos falar sobre o colo do professor que tem aluno com deficiência física e mobilidade reduzida.


Geralmente, falamos de colo relacionado à afetividade, acolhimento, amor, interação e outros aspectos importantíssimos. Porém, hoje, falaremos do colo no sentido de transporte do seu aluno.

Quando a criança tem a mobilidade bastante reduzida e precisa interagir, ser cuidada ou transportada através de colo, há alguns cuidados interessantes de se tomar.

Um dos cuidados é com a parte de aromas. Garantir que perfumes, cremes e desodorantes estejam na medida exata e não incomode quem estiver no seu colo é uma ótima pedida. Lembre-se que principalmente quem apoiará o pescoço em você poderá perceber todos os odores.

Outro cuidado é com o tamanho das unhas. Assim como no berçário, unhas grandes ou lascadas podem interferir nos momentos de segurar seu aluno.

Uma dica importante é sobre o uso de acessórios. Pulseiras grandes, elásticos, colares, brincos grandes e outros podem enganchar na criança.

Por fim, cabelo solto pode ser um fator que atrapalhe em sua logística, bem como os calçados desconfortáveis e escorregadios. A dica é: conforto, agilidade e mobilidade livre em primeiro lugar, para que o seu colo seja uma ferramenta útil e adequada para a inclusão.

Chat