Gestão de Carreira e Competências | Não seja um fantoche - por Marcelo Veras

Minha Carreira

29 Julho, 2019

"Cuidado com o que engole. Você pode se engasgar!"



O mundo de abundância de informação é bom e ruim ao mesmo tempo. Saudável e perigoso, também ao mesmo tempo. Todo santo dia, quando acordamos e olhamos para telinha, uma avalanche de notícias pipoca na nossa cara. A maioria delas com uma chamada que tenta "resumir" o tema e uma foto que também faz conexão com a chamada ou com a pessoa que é alvo da notícia. Tais chamadas foram escritas por um ser humano, que tem sentimentos, conhecimentos, convicções e posições. Portanto, via de regra, carrega uma intenção de chamar a atenção do leitor e algo a mais. Essa história de que a imparcialidade existe é um grande mito. Nunca conheci e acho que nunca vou conhecer alguém 100% imparcial. O ser humano não funciona assim: "Neste momento serei imparcial e vou deixar as minhas visões pessoais de fora". Ah, tá! Vou fingir que acredito para não acabar a amizade.

Pois bem, tenho procurado, como de costume, observar determinados padrões de comportamento e seus impactos na carreira e na vida. Estou absolutamente impressionado com o baixo nível médio de senso crítico das pessoas. Na média, a maioria lê a manchete e forma um juízo. Não quer saber a qualidade da fonte, o contexto em que determinada frase foi usada ou até mesmo se aquela informação condiz com a realidade. Simplesmente recebe a informação e dispara um juízo de valor. O interessante é que esta lacuna de senso crítico está 100% democratizada. Atinge todos os gêneros, classes sociais e níveis de escolaridade. Conheço e convivo com gente que estudou muito, leu muito e sabe muito bem o que significa senso crítico, mas na hora "H" não se contém e entra na manada cometendo esse erro básico.

A política é, atualmente, o palco mais movimentado nesse campo. Como estamos com um elevado nível de polarização e os nervos de todos estão à flor da pele, as metralhadoras são disparadas para todos os lados e a qualquer ruído. Como o mundo do trabalho está totalmente conectado com a vida real, tais posturas cruzam a fronteira e prejudicam muito a carreira de alguns. Recrutadores, que com certeza visitam as nossas redes sociais quando querem nos conhecer melhor, conseguem enxergar facilmente como lidamos com essa competência. Já no ambiente de trabalho, tais juízos rasos e rápidos, nos fazem tomar decisões erradas. Ou seja, a falta de senso crítico é, na vida pessoal e na vida profissional, uma âncora.

Já discuti muito este tema por aqui. Nas minhas aulas sempre dou uma ênfase especial nesta competência que está entre as TOP 10 para a próxima década, mas que parece ainda ser ignorada por muitos, infelizmente. Quem sofre dessa falta de senso crítico normalmente paga um preço muito alto, além de ser facilmente manipulável. Como sempre digo, "Cuidado com o que engole. Você pode se engasgar!".

Chat