Foco e Produtividade | Hábitos para ouvir assertivamente - por Rubens Pimentel

Foco e Produtividade

23 Julho, 2018

Na era da distração permanente uma das competências mais prejudicadas é a capacidade de ouvir atentamente o que estão falando. E ainda que pareça um assunto trivial a capacidade de concentração em ouvir o que o outro está falando é muitas vezes a razão de perda de tempo, retrabalho e baixa produtividade.

Você já notou que enquanto um fala o outro está pensando no que vai falar e este diálogo interno impede a pessoa de ouvir verdadeiramente o outro.

Equipes de alta performance tem como um dos seus requisitos básicos a capacidade de foco concentrado e de comunicação efetiva, e para se comunicar efetivamente ouvir é componente indispensável.

É mais comum do que parece a tentativa das pessoas de conversarem e escrever     e-mails ao mesmo tempo, participar de reuniões e enviar mensagens, assistir a um filme e participar de uma discussão nas redes sociais. Toda esta overdose de atividades tem prejudicado, e muito, a capacidade de ouvir verdadeiramente o outro.

Diferentemente dos outros quatro sentidos na audição o cérebro não processa duas conversas simultaneamente. Enxergamos muitas cores, sentimos vários aromas ao mesmo tempo e o mesmo ocorre com paladar e tato, com a audição apenas uma conversa será processada. Tente ler um livro e conversar ao mesmo tempo, impossível, não é?

Há quatro hábitos que quando cultivados podem aumentar a capacidade de ouvir e interagir com as outras pessoas em ocasiões profissionais ou pessoais muito importantes.

  1. Repita mentalmente as ideias do seu interlocutor.

Apenas ficar em silêncio não resolve a questão porque a pergunta é: como silenciar nosso diálogo interno. Então algumas dicas práticas são se concentrar no que está sendo dito, como está sendo dito e nas sensações e emoções que estão sendo transmitidas. Preencher a mente repetindo com o diálogo interior o que está sendo dito garante que você processará a conversa em que está envolvido.  

       2. Olhe na direção do outro.

Tente não desviar o olhar de quem está falando e emita sinais de que está ouvido balançando a cabeça ou murmurando em sinal de entendimento. Por isso é importante que fontes de distração com celulares, notebooks e tablets estejam guardados. Mantenha a mão apenas o que estiver preparado para a reunião ou para a conversa.

Nada mais deselegante do que passar a sensação de que você não está atento e ouvindo seu interlocutor.

      3. Interrompa atividades paralelas e se concentre no momento presente.

Não faça nada enquanto o outro fala além de prestar atenção e devolver comentários e observações que façam sentido a conversa que está travando. Não mexa em papéis, dispositivos eletrônicos em bolsas, arquivos ou pastas de trabalho. Apenas aproveite o momento para entender integralmente o que o outro diz.

Ouvir ativamente será importante para você poder decidir se concorda ou não com o outro, e apenas faça isto se realmente ouviu o que foi dito, caso contrário será leviano concordar ou discordar.

       4. Interesse genuíno no outro e ausência de julgamentos.

Seja gentil e enquanto o outro fala mantenha interesse genuíno no que está sendo dito, não julgue, não concorde nem discorde, apenas entenda o que o outro diz e se necessário faça perguntas exploratórias e esclarecedoras.

O resultado será, ainda que você discorde dos argumentos em pauta, uma conversa elegante e respeitosa.

Tão importante quanto "saber falar" é "saber ouvir". Saber ouvir é uma atitude de consideração e respeito ao outro. Pratique!