Prática Pedagógica | Sonhos e Profissão: como nos tornamos profissionais da educação? - por Heloísa Proença

Prática Pedagógica

31 Outubro, 2018

O que você faz todos os dias para investir em si mesmo? Como dialoga com seu fazer profissional e a vida cotidiana? O que você tem feito para efetivamente realizar seus sonhos e desejos?


Nesta Coluna conversaremos sobre a vida que está presente na prática profissional de educadores dos diversos segmentos que perpassam a área educacional. Vamos abordar experiências na vida e na profissão. Que este seja mais um espaço de partilha e reflexão onde possamos, juntos, dialogar sobre a Prática Pedagógica.

Para começar, convido você a refletir sobre os seus sonhos e a sua profissão. Comece com a pergunta mais importante: "o que mais gosto de fazer?" A máxima popular diz que se você transformar sua profissão naquilo que mais gosta, seu trabalho será mais prazeroso.

No meu caso, sempre gostei muito de escrever, houve momentos em minha vida que sonhei em ser jornalista, mas não levei isso adiante. Da mesma forma quis ser médica, advogada, professora de Língua Portuguesa. Tive tantos desejos profissionais que precisaria de algumas vidas para realizar todos eles!!! 

No entanto, um certo sonho me perseguiu desde muito pequena. 

Apesar de não admitir com facilidade, sempre quis ser professora. Demorei alguns anos para compreender que a docência sempre esteve presente em meus projetos pessoais. Nas brincadeiras infantis adorava organizar como iríamos brincar, preparar os espaços e inventar como faríamos. Muitas vezes, eu e minhas amigas, passávamos mais tempo planejando que brincando propriamente. Gostava da sensação de planejar, convidar outras crianças para as brincadeiras, separar os brinquedos e conduzir o que faríamos. 

Do que você brincava quando era criança? 

Tornei-me professora!!!! Iniciei a docência ainda muito jovem, quando frequentava o primeiro ano do Magistério, cursado o Ensino Médio. Atuei com todos os segmentos da Educação Básica e também no Ensino Superior. Fui coordenadora pedagógica por mais de 20 anos e ainda desenvolvo ações nesse campo educacional.

Todas essas experiências me formaram, produziram desafios para o meu fazer e me transformaram na profissional que sou hoje. Atuar na formação de professores e profissionais da educação, na assessoria pedagógica e na docência acadêmica, assim como ser pesquisadora da área educacional, são situações que um dia foram sonhos e se tornaram realidade porque nunca deixei de perseguir o que gosto de fazer. 

Como você persegue os seus sonhos?

Sempre tive muito apoio. Primeiro dos meus pais, depois do meu marido, da minha filha, mas também dos muitos alunos que tive na profissão, dos professores que orientei e dos profissionais com os quais convivi e pratiquei a educação.

Quem apoia as suas escolhas?

Hoje vivo o que projetei para minha vida. Sou feliz com as experiências profissionais que construí ao longo da minha trajetória profissional, mas sempre sinto necessidade de alguma novidade, de um novo fazer. Sonhar, perseguir a novidade, buscar situações desafiantes são ações que impulsionam o fazer. As oportunidades não se fazem sozinhas, são frutos de nossas buscas e dos investimentos que fazemos todos os dias.

Então, volto a perguntar: 

Como você vive os seus sonhos? O que você gosta de fazer? A sua profissão tem a ver com o que você gosta de fazer?

Para ser um profissional realizado é necessário gostar, mas também é essencial ter sonhos. Projetar situações e persegui-las. Ser perseverante e não desistir diante dos desafios. Haverá momentos em que as situações serão muito desafiantes, mas terão outros de grandes alegrias. 

Como você vive no presente, o futuro que projeta para sua vida?

Um abraço e até a próxima.

Chat