Educação Infantil: Teoria e Prática | O jogo e o brinquedo na educação infantil - por Debora Corigliano

Educação Infantil

05 Dezembro, 2018

O jogo e o brinquedo na educação infantil. 


Conforme prometido no mês passado, hoje vamos conversar um pouco sobre a importância do jogo e do brinquedo na educação infantil.

        Você pode estar pensando que este tema já está ultrapassado, pois a educação infantil por si só leva o aluno a jogar e brincar.  Pois bem-querido leitor, este tema deve ser lembrando sempre, pois hoje existe uma prática "apostilada" na educação infantil, que tira da criança a oportunidade de usar brinquedos e jogos adequados para seu desenvolvimento.

        Professores precisam compreender a função do jogo e do brinquedo dentro da proposta educacional. A utilização de jogos como uma estratégia no processo de ensinar e do aprender, têm tido adeptos entre os educadores e pesquisadores nesses últimos anos, por analisarem, em sua grande maioria uma forma de trabalho pedagógico que estimula o raciocínio, beneficia a vivência de conteúdos e a afinidade com situações do cotidiano.

        O jogo como estratégia de ensino /aprendizagem na ed. Infantil deve favorecer no aluno:

·         a construção do conhecimento científico,

·         proporcionar a vivência de situações reais ou simbólicas,

·         propor   desafios e estímulos ao buscar soluções para as situações que se oferecem durante o jogo,

·         o raciocínio, troca de ideias e tomada de decisões.

        O papel do educador neste momento do jogo é fundamental para que a proposta seja interessante e não só competitiva. Tanto o jogo como o brinquedo devem ser usados como uma estratégia no processo de aprender, por esse motivo a escolha deve ser feita de forma eficaz e com a função pedagógica sem deixar de considerar, também, o desenvolvimento  pleno do aluno. Tudo deve ser bem avaliado e planejado, pois apenas deixar a criança brincar livremente ou usar o brinquedo de forma inadequada, não irá colaborar para seu desenvolvimento.

        Mudar a abordagem a partir do jogo e do brinquedo, faz com que a motivação seja o alicerce do aprender e o facilitador da convivência social.

"Quando brinca, a criança assimila o mundo à sua maneira, sem compromisso com a realidade, pois a sua interação com o objeto não depende da natureza do objeto, mas da função que a criança lhe atribui."(Piaget)

        Para finalizar vale ressaltar que o brinquedo e o jogo vão além dos brinquedos pedagógicos, existe uma gama de oportunidades quando oferecemos aos nossos alunos a chance de construir brinquedos, usar a imaginação na hora de brincar, adaptar materiais e brinquedos para uma nova proposta e muito mais.  

        Um jogo e um brinquedo, dentro do universo infantil, vão muito além do que está escrito na embalagem. Pense nisso educador, e coloque em seu planejamento estes itens como objetivo de desenvolvimento em todas as áreas a serem trabalhadas.      Tenho certeza que você fará a diferença para seus alunos!  Boa Sorte!