Gestão eficaz de Escolas l As competências do Gestor

Gestão de escolas

06 Abril, 2017

As competências do Gestor

A Gestão de uma escola oferece cada vez mais desafios aos seus gestores. Se por um lado temos os aspectos pedagógicos e a aprendizagem dos alunos, por outro temos a gestão administrativa que necessita do equilíbrio financeiro e da gestão das pessoas.

Neste contexto de alto desempenho, de cobrança da sociedade pela qualidade na prestação de serviços, o gestor tem a necessidade de apresentar algumas competências que vão garantir os processos, mas que, principalmente, vão fazer com que a escola se consolide como um centro de desenvolvimento pleno de seus alunos.

Destaco aqui três competências que o gestor deverá apresentar para obter sucesso: primeiramente o gestor deverá ter um olhar no futuro, uma busca incansável na atualização dos processos pedagógicos e administrativos. Repensar sua prática constantemente o tornará dono de seu próprio resultado e desempenho. Olhar para o futuro é a constante reflexão daquilo que se fez, daquilo que se faz e do que deverá fazer.

Outra competência que vejo ser necessária é a capacidade de se relacionar com um elevado grau de diversidade de pessoas. O ambiente escolar apresenta um elevado número de pessoas (colaboradores, alunos e familiares) em que a diversidade impera. Sem esta capacidade, o diálogo, a comunicação e a empatia não se sustentam. É na diversidade que o processo de formação do indivíduo se dá de forma plena. Sem a diversidade convivemos com pessoas que apenas reforçam nossas crenças e não nos faz refletir.

E uma terceira competência que entendo ser determinante na obtenção de resultados é a capacidade de abandonar velhas práticas que sempre deram certo para buscar novas soluções para novos problemas. Abandonar o que sempre fizemos nos tira da segurança e da certeza. Temos o hábito de garantir o que sempre deu certo, porem não podemos garantir que dará certo sempre. Com as constantes mudanças que o mundo vem se apresentando, permanecer com as mesmas práticas será sinônimo de estagnação. Enfim, esta competência exige coragem.

Um olhar no futuro, um alto grau de diversidade e a coragem de abandonar velhas práticas que sempre deram certo, poderá ser o início da mudança no processo de gestão da sua escola. 

Chat