Gestão de escolas | As escolas que os brasileiros frequentam - por Rodrigo Morais

Gestão de escolas

13 Novembro, 2017

O senso escolar divulgado em 2017 pelo INEP traz um levantamento geral das matrículas da educação básica no Brasil. São 48,8 milhões de matrículas distribuídas em 186,1 mil escolas. Dessas 61,7% são escolas municipais, 21,5% são escolas privadas, 16,5% são estaduais e 0,4% federais. 

A Rede Privada possui cerca de 8,97 milhões de alunos, o que corresponde a 18,4% no total de matrículas. Se olharmos desde 2008, houve um aumento de 5,5 pontos percentuais. Se desmembrarmos por segmento, a migração das matrículas para a rede privada aumentou muito mais no Fundamental 1 (aumento de 34,9%), seguida para o fundamental 2 (aumento de 14,8%). No ensino médio o aumento foi menor (12,5%).

Isto demonstra que há algum tempo as famílias que possuem poder aquisitivo suficiente sempre preferiram a rede privada, pensando principalmente se pensarmos em uma busca por uma vaga nas Universidades Públicas. Porém, nos últimos anos as famílias têm antecipado a entrada dos filhos na rede privada. Isto é muito bem demonstrado nos maiores aumentos serem no Fundamental 2 e 1. Na Educação Infantil, as famílias têm optado pela rede pública ou ainda por não colocar na escola.

Outro fato relevante é uma crescente procura pelo ensino técnico. Saímos em 2008 com 1,1 milhão de alunos para 1,8 milhão de alunos em 2016. Essa tendência de aumento deve ser intensificada com a implementação do novo Ensino Médio que prevê a oferta de cursos técnicos.

Por fim, outra tendência que o senso traz é um aumento significativo de matrículas em cursos integrais. No Ensino Médio saímos de 1,9% em 2008 para 6,4 % em 2016. 

Com esses dados, podemos destacar que nos últimos anos a Rede Privada vem ganhando um número maior de alunos na Educação Básica. Porém essa tendência de crescimento não parece real nas salas de matrículas nos últimos meses. O desemprego, a crise econômica e a falta de perspectiva de melhora esta levando às escolas a uma maior dificuldade de retenção de matrículas e captação de alunos novos. 

Este cenário fazem com que as escolas demonstrem um compromisso maior com qualidade e gera uma necessidade de uma profissionalização das Gestão.

Como diz o ditado: "Só se conhece os grandes navegantes quando o mar está revolto" 

Chat