Artigo mensal | Gestão Eficaz de Escolas - A cultura do desperdício

Gestão de escolas

09 Dezembro, 2016

A cultura do desperdício

O momento atual exige muito cuidado e atenção com a relação receita x despesa. A receita será definida no processo de matrícula de alunos novos e rematrícula de alunos antigos. E há muito não se via a necessidade de tantos descontos e negociações nesse processo. Se por um lado estamos vendo uma maior dificuldade no aumento da receita, por outro o aumento das despesas se torna também um grande desafio aos gestores. E assim nos deparamos com uma necessidade real de mudança de comportamento dos colaboradores.

Sempre observei nas escolas que raramente temos uma preocupação constante sobre o controle de gastos e de materiais de consumo. Controles básicos, como por exemplo, análise do consumo de água e energia elétrica pode levar a uma detecção rápida de possíveis vazamentos e consumo exagerado. O controle de materiais de consumo também deverá ser feito de forma criteriosa e milimétrica. Desde os materiais básicos de limpeza e conservação até os materiais pedagógicos que são utilizados no dia a dia. Esse controle se inicia no processo de compra, passando pelo recebimento, organização em almoxarifados e controle dos estoques. É neste processo que vejo a maior dificuldade. A cultura do "pegar o que precisa" em estoques e almoxarifados sem o menor controle está enraizada no dia a dia escolar. 

Se sua escola ainda não estabeleceu controles mais rígidos sobre seus estoques e contas, certamente estará com uma torneira aberta nesses itens. A implantação desses processos também exigirá um engajamento da equipe e uma mudança de comportamento para acabarmos com a cultura do desperdício tão enraizada em nossa sociedade. Neste contexto, o gestor precisará de ações efetivas, muitas vezes pequenas e pontuais, para implementar processos de levantamento, análise e controle de gastos para melhorar a relação receita x despesa.

 

 

 

Chat